energia

Amazonas Energia vai pagar R$ 1 milhão por danos morais

  • Postada em: 2/05/2018
  • Autor: Eustáquio Libório

A empresa Amazonas Distribuidora de Energia S/A assumiu o compromisso de pagar R$ 1 milhão por danos morais coletivos e cumprir 38 medidas de segurança e saúde do trabalho, conforme acordo homologado pelo juiz Afrânio Roberto Pinto Alves Seixas, da 13ª Vara do Trabalho de Manaus. A informação é da assessoria de comunicação do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (AM/RR).

Privatizem a Eletrobras

  • Postada em: 5/09/2017
  • Autor: Eustáquio Libório

 

Desde a colonização do Brasil pelos portugueses, este país sofre de um mal que lhe reduz a competitividade, drena recursos públicos para a corrupção e deixa, sempre, o cidadão, o contribuinte, de quem são tomados os recursos, sem a assistência mínima devida pelo Estado, justamente por ser a instituição que deveria olhar por toda a sociedade e assisti-la.

Acabou a luz

  • Postada em: 1/04/2017
  • Autor: Eustáquio Libório

Como diria o parintinense Chico da Silva, “É preciso muito amor...”, no caso, por Manaus, que, com seus mais de dois milhões habitantes, distribui, às vezes equitativamente, mazelas urbanas para todos. Mas nem sempre.

É preciso muito amor para morar em Manaus nessas condições. Isto, sem falar na violência que caminha ao lado do cidadã

Faltam emprego e energia, mas sobram buracos

  • Postada em: 7/07/2016
  • Autor: Eustáquio Libório

 

O verão amazônico está chegando, com dias mais ensolarados, céu azul e, para variar, um pouco mais de calor, porém, nada que um refrescante banho de igarapé, ou no rio Negro, não resolva. O problema é que nem sempre, ou pelo menos nos dias de semana, não dá para tomar um banho nessas águas que refrigeram o corpo, ou ver a paisagem que faz bem aos olhos, pois é necessário trabalhar.

Desligue o ventilador e, cuidado, seu emprego está em risco

  • Postada em: 28/10/2015
  • Autor: Eustáquio Libório

Manaus completou 346 anos no sábado, 24, coberta de fumaça que permanece, desde o dia 1º de outubro, criando problemas de saúde aos habitantes e sobrecarregando serviços de saúde, principalmente para atender crianças, vítimas preferenciais dos males da poluição.

Ar condicionado e ventilador vão virar enfeites, em Manaus, com energia mais cara